banner_mural-TOPO.jpg

Edição -  11.05.2018
 
logo.jpg
 
Homenagem às Supermães da Acadef

DSCN0983.jpgDSCN1032.jpg
 
Quem dera a mãe fosse eterna
Para que o filho a aproveitasse
Até que a última estrela se findasse
Mãe, algo tão valioso na vida de um filho
Que bom poder comemorar este dia,
Para que ela sempre possa lembrar com alegria.
Que em pequenos gestos o filho possa mostrar,
Que em palavras possa provar,
Que esse amor tão verdadeiro e delicado,
Possa ser dedicado, retribuído,
Mas jamais esquecido
Pois o carinho dado a ela
Tem validade até a eternidade.
 
O dia das mães é uma data comemorada sempre no mês de maio. Mês este que é repleto de homenagens e traz consigo inúmeras mensagens que os filhos dedicam. Como não poderia ser diferente, a Acadef decidiu homenagear as mães que frequentam o nosso espaço. Sejam elas pacientes, mães de pacientes ou funcionárias.

As mamães que passam pela Acadef são supermães, pois conseguem manusear um poder de superação gigantesco. A super Graziele Fagundes, 32, é mãe da pequena Maria Valentina, 5, e assim como várias outras, tem uma linda história ao lado de sua princesinha.  Tudo começou quando a tão esperada Valentina veio ao mundo. Nascida após 41 semanas e cinco dias, a bebê acabou passando da hora de nascer, o que concluiu em uma paralisia cerebral. A mãe descobriu a deficiência após um mês, pois a filha convulsionava muito e ao ser encaminhada ao Neurologista foi-se então detectada.

A menina Valentina foi muito bem acolhida pela família e Graziele conta que quando recebeu a notícia não teve tristeza e nem preconceito, e que o seu maior medo era sobre os cuidados com a menina. “Eu não tinha o medo de ter uma ‘criança especial’, eu tinha medo de não dar conta, de não dar o meu melhor para ela”, relata. Após isso, a mãe e Valentina foram direcionadas até a Acadef e foi aqui que encontraram as mãos que as ajudariam a se reerguer.  Ao conhecer a fisioterapeuta da Acadef Karine, Graziele e a filha encontraram esperanças, pois o auxílio da profissional fez com que a mãe confiasse no trabalho da instituição e enxergasse que é possível a busca de uma vida melhor.

“Com o passar do tempo eu fui aprendendo a entender a minha filha, pois a gente é mãe e sente quando tem algo errado. E aqui na Acadef eu recebi o suporte de tudo, abriram um leque para muitas descobertas e não abro mão daqui por nada, pois é lindo ver a evolução da minha filha”, salienta.
A mamãe Graziele informa com alegria um dos recentes avanços da sua princesinha: há uma semana Valentina disse pela primeira vez a palavra “mamãe” e fez o coração desta super-heroína transbordar. Além de Valentina, Graziele e o marido têm outros dois filhos: um menino chamado Lucas, 7, e a menina Laura de 10 meses. Os manos adoram brincar com a irmã e sempre a incentivam a se divertir, hoje graças a fisioterapia essas atividades são possíveis na vida dessa princesa. 

Graziele é só mais uma das mães atendidas na Acadef e assim como ela, são guerreiras que encontram na associação a ajuda que necessitam. Como mensagem a mamãe enfatiza que quando se trata de um filho a paciência e o amor são as chaves para tudo. Que, entretanto, as dificuldades não são ultrapassadas de uma hora para outra, mas se houver perseverança de que é possível a evolução, você terá muito mais do que imagina. “A única diferença entre a minha filha e as outras crianças é que ela precisa mais de mim, mas o que eu procuro pro futuro dela é a melhoria de vida, que ela se torne independente. Porém enquanto eu for viva farei de tudo pelos meus filhos, pois não há amor como o de mãe”, finaliza.
 
A Acadef deseja neste dia 13 de maio um feliz dia das mães, para todas as mães, ressaltando as Acadefianas e funcionárias, que frequentam a instituição e fazem nosso trabalho ganhar vida. Que este amor tão profundo seja duradouro e retribuído. Que este sentimento seja sempre semeado e que não apenas neste dia, mas em todos os dias as mães possam ser valorizadas e aclamadas.


Assista o vídeo feito em homenagem a Graziele: https://youtu.be/RYjTDPasZPI

banners-acadefiano_4.jpg

O sapateiro da ACADEF que conforta e renova seus passos
 
DSCN1098.jpgDSCN1108.jpg

 
Desde os primórdios, o calçado tem extrema relevância para o movimento e locomoção do homem, pois foi criado devido à necessidade dele em proteger os pés. Esse fato mostra que a profissão de sapateiro, o qual confecciona e conserta os sapatos, é uma das mais antigas do mundo. No entanto, na atualidade, ele não é um profissional regulamentado e ainda busca o seu lugar no mercado de trabalho.

O sapateiro, é um profissional que está se extinguindo, e a falta de propagação sobre a profissão só faz com que isso se concretize. Exigida pelo Ministério da Saúde, a sapataria é uma das atividades que fazem parte da produção e serviços da Oficina Ortopédica, onde a Acadef possui habilitação através de uma importante Portaria, e disponibiliza com esses mecanismos a confecção de calçados especiais para os seus pacientes.

Distribuindo simpatia Valdir Lima, 53, é quem produz os sapatos na instituição e trabalha com a função desde os 14 anos.  De fala mansa e calma, o acadefiano conta que aprendeu a atividade em seu primeiro emprego, em uma empresa calçadista e desde então a exerce com muito carinho.
Valdir, diz sentir a falta de pessoas que exerçam a função no presente: “Isso é algo que eu sempre fiz, que tenho alegria e prazer em fazer, mas hoje as pessoas que trabalhavam comigo não trabalham mais com isso, ou morreram.  Existe uma falta de divulgação da profissão, de cursos e esse é um mercado que estará sempre em ascensão, logo mais eu quero passar o que eu sei para outras pessoas” afirma sensibilizado.

Esta profissão, por mais que esteja em perigo, tem o poder de transformar vidas e colaborar para que os pacientes efetuem atividades corriqueiras. Diariamente, casos com diferentes deficiências nos pés chegam a ACADEF e após recomendações médicas, os pacientes são levados até Valdir, onde os calçados são feitos de forma adaptada para o uso. O setor de confecção dos sapatos foi criado já no início da certificação e seu Valdir, que tem longa experiência com os ortopédicos, hoje é responsável pela produção dos mesmos e informa que cada par demora cerca de 15 dias para ser concluído.

Na oficina são elaborados tênis e botas adaptados e o contato entre Valdir e os pacientes é pouco, mas ele conta que o que mais importa dentro da sua profissão é a satisfação e o sorriso do paciente ao receber o produto. Segundo Lima, sempre deve haver ética entre o profissional e o “beneficiário”, pois quanto mais sinceridade houver, mais ele vai se sentir confortável e irá confiar no trabalho feito.

 “Quem sabe eu ajudando essas pessoas, não vai incentivar com que outras se interessem pela profissão e queiram aprender. O trabalho que ele irá exercer pode mudar a vida de alguém, a maior alegria do ser humano é ver o outro feliz”, finaliza.

Este serviço efetuado pela Acadef, é raro e têm grande significado na vida de um paciente. Poder colaborar para que essas pessoas consigam dar um passo de cada vez e de uma forma mais confortável, faz com que a Acadef invista em trabalhos como o de Valdir Lima. Profissional que tem amor ao que faz, e possui como realização a felicidade não só dos que passam pela associação, como os que ele já atendeu em outras experiências. O dia do sapateiro é comemorado em 25 de outubro e para a ACADEF a profissão é crucial para o atendimento, merece ser valorizada e reconhecida, pois sem ela este trabalho desempenhado na associação jamais seria possível.
 
banners-coluna-povo_7.jpg

Conheça nosso trabalho através da mídia social

jvnfjhnf.jpg

Nas redes sociais da ACADEF você pode acompanhar notícias de murais anteriores e interagir em nossas postagens dando-nos um feedback sobre o que estamos noticiando. Além disso, você pode questionar e nos enviar sugestões de pautas relacionadas a causa da pessoa com deficiência.

Acesse e curta nossa página do Facebook: http://www.facebook.com/ACADEF
E nos siga no Instagram: @ong.acadef
www.acadef.com.br
banners-eventos_4.jpg

untitled.png

161º Fórum Permanente da Política Pública Estadual Para Pessoas com Deficiência e Altas Habilidades - Alvorada - 15 de maio
INSCRIÇÕES AQUI!
http://www.faders.rs.gov.br/servicos/10/3559

banners-campanha_3.jpg

jhgoyhkghgh_2.jpg
http://www.acadef.com.br/projeto-junte-e-ajude/

banners-aniversariantes_2.jpg
 
07/05
 
CLAUDIO POSTEL (SEDE)
 
08/05
 
CHARLES DE SOUZA MACHADO (SEDE)
 
09/05
 
DAHIR SALDANHA NETO (SEDE)
 
11/05
 
MARILDO BELMONTE (INMETRO)
 
12/05
 
SILVIA SEVERO DOS SANTOS (INMETRO)
 
 
foto4.jpg foto_2.jpg

Top.png
 
Apoio: Mídia Institucional
apoio-midia.jpg

O Mural Eletrônico é uma ferramenta de divulgação e interação dos serviços, projetos e rotinas da ACADEF.

Você, leitor do Mural, também pode participar, enviando reportagens, notícias e novidades sobre temas de acessibilidade e inclusão. Contato: Comunicação – 51-3466-9621





Para garantir que você sempre receba as nossas mensagens, adicione o endereço do remetente em sua lista de contatos.

Nossa empresa respeita a sua privacidade.
Não desejo receber futuras mensagens
Denunciar Abuso