banner_mural-TOPO.jpg

Edição -  06.08.2018
 
logo.jpg


Elos na Reabilitação

IMG-20180710-WA0035.jpg

A vida transformada através do esporte

Aos 28 anos, o analista de sistemas, Joel Storck, 50, descobriu que a fraqueza que possuía para se locomover, era causada por uma doença degenerativa denominada ‘atrofia de medula espinhal tipo III’. Ao invés de sofrer, encontrou no esporte um novo sentido para a vida.

O início de uma superação
A patologia que Joel possui é genética, pai de dois filhos, seu caso é único em sua família. Desde a infância enfrentou dificuldades para efetuar atividades físicas que exigiam um maior desempenho. Aos poucos, o problema foi se agravando e só após muito tempo recebeu de especialistas o diagnóstico correto. Com o acompanhamento médico e tratamento houve a recomendação de que ele utilizasse equipamentos auxiliares para a locomoção, como bengala, andador, e o mais recente: a cadeira de rodas motorizada.

“Eu sempre tive comigo o que me esperava futuramente, então, não tive problema nenhum para me adaptar com a cadeira, vai de nós mesmos aceitar a situação e eu aceitei sem maiores dificuldades”, conta o cadeirante.

A Acadef é nota 11
Há 10 anos frequentando a Acadef, Storck informa que a instituição foi parcial para que seu problema não se agravasse tanto e que passou por diversos outros lugares de reabilitação. Porém, graças à associação, hoje, ele ainda domina alguns movimentos, que o possibilitam de fazer atividades corriqueiras e a praticar esportes adaptados.

A bocha em cadeiras de rodas
O jogador passou por um grande período de depressão, mas ao encontrar a esgrima em cadeiras de rodas, em uma instituição, conseguiu se livrar deste quadro. Só mais tarde descobriu a bocha em cadeiras de rodas, não pensou duas vezes e se inscreveu. O que era apenas um exercício serviu como auxilio para superar as adversidades.

Em 2015, foi criado por um grupo de cadeirantes o time de bocha em cadeiras de rodas. Que desde 2016 é certificado pela Federação Gaúcha de Bocha. A equipe é composta por 30 cadeirantes, incluindo Joel Storck, que a partir deste ano passou a representar a Acadef nas competições.

Atualmente, o beneficiário está criando um ELO de parceria com a Acadef. Após muitos anos de tratamento através dos serviços da instituição, Storck resolveu se inserir na oficina de bocha do PIC – Programa Integral de Capacitação, de forma voluntária, ensinando aos alunos a bocha paraolímpica. O poder do esporte tornou a vida de Joel muito mais ativa, colocando-o em contato com pessoas que ultrapassam obstáculos diariamente, para que assim como ele, possam fazer desta oportunidade uma alavanca para um novo destino.

Confira em nosso site o vídeo do Elos de Joel Storck – http://www.acadef.com.br/elos-12/


banners-acadefiano_14.jpg

Estagiária de fisioterapia encerra estágio

“Todo o fim representa um início, o começo de algo novo, diferente, mas que dará margem para escrever uma nova página da vida”

DSCN3240.jpg

A estagiária de fisioterapia da Acadef, Gabriela Cornely, 23, encerrou seu estágio na última sexta-feira (03). Os colegas de trabalho se despediram da acadêmica realizando uma confraternização de despedida.

A estudante é aluna da Unisinos, e relata que a Acadef sempre foi uma referência, a qual despertava nela um imenso desejo de estagiar junto a instituição. “ A Acadef possui um objetivo muito bonito de auxílio ao próximo, o que eu acho que combina comigo. Fico feliz pela experiência adquirida e espero um dia voltar”.

A Acadef agradece à Gabriela pelo tempo de colaboração, pois seu trabalho foi muito significativo para a nossa história. Fez parte de uma grande equipe, que com certeza proporcionou as melhores explicações e aprendizados. Esperamos que esta nova fase que se inicia lhe traga boas colheitas, porque cada momento inserido em nosso destino vem para somar e ensinar.

banners-saude.jpg

DSCN2359.jpg

A Acadef felicita todos os profissionais da área da saúde por este dia. Em especial aos funcionários do Centro de Reabilitação da associação, que dedicam o seu dia-a-dia aos atendimentos da pessoa com deficiência.

banners-coluna-povo_17.jpg

O Pequeno Grande Vencedor

DSCN3122.jpgDSCN3126.jpg

Ao caminhar pela Acadef, acabamos conhecendo inúmeras pessoas que guardam em segredo histórias impressionantes. Como é o caso do paciente Arthur Trieches, 1, sorridente menino que não deixa transparecer a luta que travou desde o útero da mãe.

Com 22 semanas de gravidez, Franciele Santos descobriu em uma ecografia que seu bebê possuía Mielomeningocele, malformação congênita que deixa a medula e as raízes nervosas expostas. Após consultar diferentes especialistas, sem obter respostas positivas, a gestante e a família se depararam com um método que solucionaria o problema da criança.

Ao assistir um programa de televisão, a mãe descobriu que havia uma cirurgia para este tipo de diagnóstico, chamada ‘cirurgia a céu aberto’, a qual opera o feto ainda dentro do útero. Prontamente, ela e o marido se deslocaram para a cidade de São Paulo, a fim de procurar auxílio. Com muito esforço a família conseguiu cobrir os gastos da cirurgia, porém, foram surpreendidos com ordens médicas de que permaneceriam lá até o nascimento do menino.  A partir daí, foram atingidos por momentos de necessidades, que fizeram o marido de Franciele retornar ao seu estado.

Uma pessoa da equipe médica, vendo a dificuldade enfrentada pela mãe, a convidou para se hospedar em sua casa até Arthur nascer.  Dois meses após a operação, o pequeno guerreiro veio ao mundo, carregando em seu escudo uma linda história de superação.

O menino acabou ficando com sequelas em sua locomoção ocasionadas pela ‘mielo’, e desde 2017 frequenta a Acadef para fisioterapia. A evolução desde que chegou é impressionante, pois não conseguia se erguer e rastejava para se mover. Hoje, ele já caminha com a ajuda do andador e encanta por onde passa nos corredores da entidade.

banners-campanha_8.jpg

15335655974c29248d394daa4785b226a1ffccec9f-min.png

Desde a sua criação, a campanha “Junte e Ajude” vem recebendo doações significativas de apoiadores da causa, que arrecadam tampinhas e lacres metálicos. Esta ação vem formando uma grande corrente de amizades, que impulsiona diversas pessoas a participarem. Além destas colaborações, também recebemos ajuda de parcerias, que contribuem para a divulgação de nosso material. Como é o caso da AGEX – Agência Experimental da Ulbra, a qual preparou um ‘vídeozinho’ para intensificar a disseminação deste
trabalho: https://www.facebook.com/ACADEF/videos/1740497322666386/

A Acadef agradece o apoio e a parceria dos envolvidos:
Rafaela Hermes - Criação, produção e edição do vídeo
Sâmia Maldaner - Texto
Eduarda Toledo - Ilustrações
Thaís Souza Dias - Locução

banners-aniversariantes_2.jpg


08/08
DAIANE SOARES DE FREITAS – SEDE

 

foto_2.jpg foto4.jpg


Top.png
 
Parceiros da Obra
apoio-midia.jpg 

O Mural Eletrônico é uma ferramenta de divulgação e interação dos serviços, projetos e rotinas da ACADEF.

Você, leitor do Mural, também pode participar, enviando reportagens, notícias e novidades sobre temas de acessibilidade e inclusão. Contato: Comunicação – 51-3466-9621





Para garantir que você sempre receba as nossas mensagens, adicione o endereço do remetente em sua lista de contatos.

Nossa empresa respeita a sua privacidade.
Não desejo receber futuras mensagens